Apaixonar-se pela projeção do homem interior e da mulher interior

Primeiro: O tantra diz que nenhum homem é apenas homem e nenhuma mulher é apenas mulher, cada homem é homem e mulher, e assim é cada mulher – mulher e homem. Adão tem Eva nele, e Eva tem Adão nela. Na verdade, ninguém é apenas Adão e ninguém é apenas Eva: somos Adão-Evas. Este é um dos maiores insights já alcançados.

A moderna psicologia profunda tornou-se consciente disso. Eles chamam isso de bissexualidade. Mas, por pelo menos cinco mil anos, o Tantra o conheceu, pregou. É uma das maiores descobertas do mundo, porque com esse entendimento você pode se mover em direção ao seu interior, do contrário você não pode se mover em direção ao seu interior. Por que um homem se apaixona por uma mulher? – Porque ele carrega uma mulher dentro dele, senão ele não se apaixonaria, E por que você se apaixona por uma certa mulher? Existem milhares de mulheres. Mas por que, de repente, uma certa mulher se torna mais importante para você, como se todas as outras mulheres tivessem desaparecido e essa fosse a única mulher no mundo. Por quê? Por que um certo homem atrai você? Por que, à primeira vista, algo de repente clica? O Tantra diz: você está carregando uma imagem de uma mulher dentro de você, uma imagem de um homem dentro de você. Cada homem está carregando uma mulher e cada mulher está carregando um homem. Quando alguém de fora se ajusta à sua imagem interior, você se apaixona – esse é o significado do amor.

Você não entende isso. Você simplesmente encolhe os ombros – você diz: “Aconteceu”. Mas há um mecanismo sutil nisso. Por que isso aconteceu com uma certa mulher? Por que não com outra? Sua imagem interior se encaixa de alguma forma. A mulher exterior é semelhante de certa forma. Algo apenas atinge sua imagem interior, você sente que “esta é minha mulher” ou “este é meu homem”; esse sentimento é o que é o amor. Mas a mulher exterior não vai satisfazer, porque nenhuma mulher exterior se ajustará completamente à sua mulher interior.

A realidade não é assim. Talvez ela se encaixe um pouco – há um apelo, um magnetismo, mas ele será desgastado mais cedo ou mais tarde. Logo você reconhecerá que existem mil e uma coisas que você não gosta na mulher. Levará um pouco de tempo para conhecer essas coisas.

Primeiro você será enfeitiçado. Primeiro, a semelhança será demais, vai dominar você por completo. Mas aos poucos você verá que existem mil e uma coisas – detalhes da vida – que não se encaixam; que você são de mundos diferentes, estranhos. Sim, você ainda a ama, mas o amor não tem mais paixão; essa visão romântica está desaparecendo. E ela também reconhecerá que algo atrai em você, mas sua totalidade não é atraente. É por isso que cada marido tenta mudar a esposa e cada esposa tenta mudar o marido. O que eles estão tentando fazer? Por quê? Por que uma esposa tenta continuamente mudar o marido? Para quê? Ela se apaixonou por este homem, então imediatamente ela começa a mudar este homem. Agora que ela se tornou consciente das diferenças, ela quer tirar alguns pedaços desse homem, para que ele se encaixe completamente com a ideia dela de homem. E o marido também tenta – não tanto, não tão teimosamente quanto as mulheres tentam, porque o marido se cansa logo – a mulher tem mais expectativa.

O homem exterior nunca pode se encaixar com seu homem interior e a mulher exterior nunca pode ser absolutamente a mesma que sua mulher interior. É por isso que o amor dá prazer e também dor. O amor também dá felicidade e infelicidade. E a infelicidade é muito maior que a felicidade.

O que o Tantra propõe sobre isso? O que tem que ser feito então?

Tantra diz: Não há como ficar satisfeito com o outro; você terá que se mover para dentro. Você terá que encontrar sua mulher interior e homem interior. Você terá que atingir uma relação sexual dentro. Essa é uma grande contribuição.

Osho – The Tantra Vision, Vol 2 #1